Quarta-feira, 25 de Fevereiro de 2009

 

Miúdos dias de vazios gigantes preenchem cada referência que te faço, todas as memórias afectivas e não esporádico pensamento imaginativo. Mais ou menos saudosista todos recordamos qualquer prendimento, não de forma aleatória como parece o termo. - É, o Humano tem destas coisas…

 

Eu recordo pessoas. Não muitas, talvez. Predominantemente as que falta me fazem no sorrir, na fala ou na contemplação da beleza humana raramente equilibrável. Tu, que longe te fizeste perto, incomunicável em terras de encontros-espíritos inundas, sem quantas vezes, meu saudosismo abreviado por mistos sentimentos. A ti te recordo e saudades te sinto. Recordo a tua predisposição num "Olá" quão transparente quanto teu Olhar pelo qual sinto conhecida admiração. Saudades…imedíveis saudades. - É, Eu tenho destas coisas…

 

tags:
publicado por Fábio Duarte às 13:14

mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
13
14
15

16
17
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28

30
31


posts recentes
Últ. comentários
Realmente tens razão Fábio apesar de inexperiente ...
Sem dúvida boa temática escolhida. Quando pensávam...
http://cthings.blogs.sapo.pt/Novo blog, aparece : ...
Sem dúvida um dos teus melhores post!'Gosto!Gosto ...
Gosto do novo estilo do teu blog! :D
Tira um tempinho para escreveres aqui! Saudades*
por vezes é bom escrevermos aquilo que sentimos! :...
Será que todas as palavras definem aquilo que sent...
É incrível essa tua capacidade de surpreender. Mes...
Palavras . Meras palavras que são capazes de refle...
links
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro